Você precisa conhecer a história de Nise da Silveira




Nise da Silveira lutou durante toda a sua vida contra os manicômios e as barbaridades que aconteciam nesses ambientes. Após a morte de seus pais em Maceió, o casal resolveu mudar para o Rio de Janeiro, onde ela atuou em clínicas e hospitais psiquiátricos. Porém, sua longeva simpatia ao comunismo lhe custou caro: Nise acabou denunciada por uma enfermeira e foi presa pela polícia política do Estado Novo de Getúlio Vargas. Nos 18 meses de reclusão, dividiu a cela com a militante Olga Benário e manteve contato com o escritor Graciliano Ramos, que faria relatos sobre a médica em seu famoso livro Memórias do Cárcere.


Após passar um tempo na clandestinidade, Nise foi contratada em 1944 para o corpo clínico do Centro Psiquiátrico Nacional Pedro II, no Rio de Janeiro Logo de cara, ela se opõe às novas técnicas para tratar os internos e se recusa a usar eletrochoques, camisas de força e isolamentos. Ao criar atritos com seus colegas de profissão, sofre uma transferência para a seção de Terapia Ocupacional, uma área completamente desprezada e sem os mínimos recursos.


É nesse momento que Nise revoluciona o tratamento das doenças mentais, junto com o médico Fábio Sodré. Em vez de permitir que seus pacientes fizessem serviços de limpeza ou levassem sovas, práticas bastante corriqueiras até então, oferece a eles pincéis, tintas e telas brancas. Esquizofrênicos ficavam livres para se expressar por meio da arte e frequentemente desenhavam mandalas. O resultado é inacreditável: além dos indivíduos melhorarem em seu comportamento, pintam verdadeiras obras de arte.


Nise não foi apenas uma mulher à frente de seu tempo. Com sensibilidade ímpar, ela humanizou a forma como doentes mentais eram tratados. Com força e personalidade, enfrentou o preconceito, a resistência e o machismo. Com inteligência, ganhou notoriedade internacional e melhorou a vida de muita gente. Por essas e outras, sua história merece ser conhecida e homenageada.


Leia a matéria completa em: https://saude.abril.com.br/blog/tunel-do-tempo/voce-precisa-conhecer-a-historia-de-nise-da-silveira/ 



  • Logotipo Facebook
  • Logotipo do YouTube
  • Logotipo do Pinterest
  • Logotipo do Instagram